Home
Home Atualizações O Instituto Equipe Ensino Reservas Pesquisa Tecnologia Ação Social Publicações Entretenimento Produtos Serviços Notícias Imprensa Galeria Aconselhamento Contato Blog Forum

Login:
Senha:


Esqueceu sua senha?

Na Web No site



Aconselhamento

Faça uma boa ação para você mesmo


O que você vai ler agora, vai estimulá-lo a sair da poltrona da TV (e da cadeira da Internet!!) nas horas vagas e criar um excelente programa para si próprio.

Existe “uma boa ação” que podemos fazer para nós mesmos: aumentar a produção de endorfinas no nosso corpo. Endorfinas são compostos opióides endógenos (popularmente conhecida como “morfinas endógenas”). Não é contra a lei, não faz mal ao organismo e nem precisamos escondê-las, pois elas já est~so bem escondidinhas, dentro do organismo, aguardando um sinal do cérebro para ser liberada. Elas são liberadas em áreas cerebrais responsáveis pelo processamento emocional e pela supressão da dor. Portanto, ela reduz o estresse, alivia a ansiedade, aumenta o humor e diminui a percepção da dor. E mais: pode até dar um “barato”.

Mas que ação é essa que podemos tomar para estimularmos essa substância e termos efeitos tão positivos sobre o organismo?

Existem algumas ações que podemos tomar, como aquelas que causam excitação e orgasmo, mas uma em particular é: o Exercício ! (especialmente os mais intensos como corrida, futebol, etc).

Para pessoas com depressão, o exercício também altamente efetivo. /Estudos indicam que o exercício pode ser tão efetivo quanto os antidepressivos no tratamento da depressão//. O exercício aeróbio regular por 30 minutos, praticado pelo menos três vezes por semana, pode ajudar pessoas com depressão moderada/*/,/*/ que relatam melhora no humor./

Não é novidade nenhuma o fato de que o exercício melhora o espírito das pessoas e que a causa disso pode ser as endorfinas. Mas isso sempre permaneceu no campo das teorias e hipóteses, como a Endorphin Hypothesis, que declara que existe uma produção aumentada de endorfinas no organismo durante o exercício.

A novidade, é que agora, pela primeira vez, a ciência pôde comprovar que realmente há um aumento dessas substâncias no organismo durante o exercício (1). Pesquisadores de duas universidades da Alemanha, Technische Universität München and the University of Bonn, demonstraram, através de estudos com imagens, que houve uma liberação aumentada de endorfinas em certas áreas de atletas durante uma sessão de exercício de duas horas (corrida). As áreas mais afetadas foram regiões do córtex prefrontal e límbicas, as quais são conhecidas pelo seu papel no processamento das emoções. Eles também observaram um aumento significativo nas taxas de euforia e felicidade correlacionada diretamente com a liberação de endorfinas. Os resultados também foram relevantes para pacientes sofrendo de dor crônica.

Enfim, as sensações positivas que sempre apreciamos e desejamos, dependem muito de nossas atitudes.

Referência:

1. Boecker, H. The myth of runner's high revisited with brain imaging. Mar,3, 2008. Em: http://www.eurekalert.org/pub_releases/2008-03/uob-tmo030308.php Por: Silvia Helena Cardoso

Publicado em 8 de Março, 2008


Copyright© Silvia Helena Cardoso