Home
Home Atualizações O Instituto Equipe Ensino Reservas Pesquisa Tecnologia Ação Social Publicações Entretenimento Produtos Serviços Notícias Imprensa Galeria Aconselhamento Contato Blog Forum

Login:
Senha:


Esqueceu sua senha?

Na Web No site



Entretenimento & Educação

Veja também outros temas desta seção

Os animais têm senso de humor?

O que o comportamento animal positivo pode ensinar aos humanos.
Por: Silvia Helena Cardoso

Quando observamos certos comportamentos de algumas espécies animais, verificamos que o riso e as brincadeiras não são únicos entre humanos.


Fig. 1 - Diversas espécies animais brincam de rolar no chão. Esta é uma importante forma de socialização e aprendizagem iniciada e praticada na infância.

O comportamento de brincadeira é universal entre os mamíferos. Brincar de rolar no chão, por exemplo, é como simular um ataque. Como eles identificam que aquele ataque é só um faz-de-conta? Resposta: com uma vocalização típica similar ao riso humano. O riso é o sinalizador do apaziguamento e aproximação social. Crianças de todas as idades, em muitas culturas, também se engajam em lutas de rolar no chão quando estão brincando, tanto entre elas como com seu pai. Como consequência, elas aprendem o jogo do ganhar e do perder, da coragem para enfrentar as situações da vida, da interação social positiva ou negativa. E aprendem a controlar o comportamento e se defender na vida e formar ligações emocionais positivas entre elas.

Vídeo 1. Prepare-se para ver uma das mais incríveis e divertidas expressões do comportamento animal:
Macaquinho ultra corajoso atormentando os tigres.
Brincadeira ou preparo para a vida?

(Atenção: se o vídeo estiver com interrupções, é porque está tendo grande número de acessos. Por favor, volte mais tarde)

Vídeo 2. Macaco descobrindo alguma coisa (bem pequenina) no cão.

Vídeo 3. Dra.Silvia investigando o riso e as brincadeiras em macacos na floresta amazônica

Os animais riem?

Neurobiólogos como Jaak Panksepp sustentam que nosso sorriso descende diretamente do reino animal. Para eles, alguns animais, ao puxar para trás os cantos da boca e exibir os dentes, são capazes de emitir um som que faz o animal parecer menor do que ele realmente é - e a mensagem que transmite a um inimigo em potencial é: "sou pequeno e indefeso e não represento nenhuma ameaça a você. Ou então para um amigo: aproxime-se, não sou perigoso. Assim, de acordo com esta teoria, o grito que acompanha o sorriso indica apaziguamento ou aproximação, e não hostilidade. Então, não deve ser por acaso que rimos pelas mesmas razões.

O riso pode ter evoluído até mesmo antes dos primatas aparecerem em cena. Ratos, quando estão brincando com seus companheiros, emitem vocalizações que são interpretadas como riso. Estudos realizados por Panksepp mostraram que ratos emitem vocalizações ultrasônicas durante o comportamento de brincar de rolar no chão.

Ouça a vocalização do macaco e do rato quando estão brincando. Cientistas sugerem que estes sons são similares ao riso humano quando estão brincando.

Se os animais têm senso de humor e riem, por que são incapazes de entender uma piada?

Os animais não têm senso de humor; eles têm senso de brincadeira. Quando riem, estão usando áreas do cérebro envolvidas com a emoção, que é uma área mais primitiva em termos evolutivos, e não a cognição. Assim como os animais, quando nós rimos espontaneamente, estamos usando uma capacidade do cérebro enraizada em nossa biologia primitiva. Este riso nós dividimos com os animais. Mas quando rimos de uma piada, estamos construindo sobre esse processo primitivo, empregando uma capacidade avançada de nosso cérebro, no córtex cerebral. Este riso é único a humanos. Nele está envolvido processamentos neurais como linguagem, interpretação e outros processos cognitivos.

Conclusões

Algumas brincadeiras que observamos em certos animais, especialmente em nossos ancestrais, os primatas, nos dão pistas importantes de que este comportamento não existe por acaso. Ele foi selecionado pela natureza para formar ligações positivas e interagir melhor no meio em que vive, estando portanto, mais apto a enfrentar tudo o que a vida irá lhe oferecer quando atingir a idade adulta, sejam coisas positivas ou negativas. O riso é um importante elemento social nas brincadeiras porque comunica apaziguamento e aproximação social. Quando adultos, os tipos de brincadeiras mudam, mas o riso permanece, indicando que ele é fundamental em todas as etapas da vida.

Algumas brincadeiras dos humanos adultos se tornam mais sofisticadas, como as piadas. Neste estágio da vida o homem já tem uma capacidade cognitiva completamente desenvolvida para interpretar e compreender uma história falada ou escrita que não seja realidade, mas que tem conexões com as coisas da vida, como as piadas. Aos animais não humanos falta esta capacidade, especialmente a compreensão da linguagem, que eles não têm.

As brincadeiras da infância nos humanos - muito similares às dos outros animais - refletem um comportamento arraigado em nossa biologia, e portanto, necessário na vida. Na maioria das vezes, estas brincadeiras envolvem o contato físico. Hoje, na era da Internet, vemos que as crianças e adolescentes estão substituindo as brincadeiras de de contato físico por TV, games e chats. Os contatos humanos estão sendo substituídos por contatos digitais. Quais serão as conseqüências da falta de brincadeiras, se elas são tão importantes para desenvolver a personalidade e o comportamento social? Vemos o aumento de comportamento violento nas escolas, desinteresse maior pelo conhecimento, distração, maior coragem para enfrentar a vida

Portanto, rir, brincar e socializar-se adequadamente é fundamental para estabelecer uma personalidade equilibrada. Isto fertiliza não somente o cérebro, mas fertiliza também o espírito humano, nos ensinando que a vida tem seu lado prazeroso e que todos nós podemos ser felizes.

Artigo publicado em 29/11/2007
New Page 1
Para saber mais, visite a área de Publicações (no menu à esquerda) na seção "Riso e Brincadeiras".

Sua participação:

Clique aqui para dar sugestões sobre como proporcionar mais brincadeiras entre as crianças e adoslescentes. Por ex., uma escola colocou um circo no pátio. Cada procedimento (equilibrismo, comportamento animal, etc) é explicado na prática como aula de física, matemática, biologia, etc.

Clique aqui para enviar sua opinião sobre esta página.

---------------------------------------------------

Outros videos: 1


Copyright© Silvia Helena Cardoso