Home
Home Atualizações O Instituto Equipe Ensino Reservas Pesquisa Tecnologia Ação Social Publicações Entretenimento Produtos Serviços Notícias Imprensa Galeria Aconselhamento Contato Blog Forum

Login:
Senha:


Esqueceu sua senha?

Na Web No site



Entretenimento & Educação

O mundo virtual não é monopólio dos humanos.
Animais também se comunicam a distância.

Por: Silvia Helena Cardoso

Tema: Comportamento animal

A encantadora e divertida cena abaixo nos remete a algumas questões: por que os cães uivam? Este comportamento é herdado geneticamente ou é aprendido com o grupo? O que ele pode nos dizer sobre o comportamento social, emocional e fisiológico de algumas espécies? Como ele poderia beneficiar a espécie e a própria sociedade humana?
Conhecer esta expressão do animal nos trás novas idéias sobre como atenuar o estresse dos animais que passam longo tempo isolados e assim promover sua saúde e bem estar. Trás também uma modificação no próprio comportamento do homem quando este for lidar com o seu mais fiel companheiro: respeito, compreensão, encorajamento e... tolerãncia.


Vídeo 1. Comunicação a distância. Som sem presença física, ativa o comportamento de uivar do cão, que expressa esse comportamento somente para se comunicar a distância.
O tom inicial "desafinado" que algumas espécies expressam se explica: a tentativa inicial de uivar é dificultada porque tais sons requerem um alto nível de controle vocal.

Muitas pessoas pensam que os cães uivam devido a um som que o está incomodando, ou mesmo devido a um "choro". Isto não é verdade.

Uivar é um instinto de matilha. Ele data de seus ancestrais, os lobos, que também uivam em matilha como uma resposta a outro uivo. É forma de comunicação. É a forma deles sinalizarem que eles estão em uma localidade distante. Este som pode ser ouvido a vários kilômetros de distância (chegando a 600 Km2!). Este é mais um elemento instigante para investigação científica: qual é a conformação das estruturas anatômicas e neurais responsáveis pela função auditiva do cães e como aplicar isso para beneficiar a sociedade? O som tem Também intensidades e tonalidades específicas, de acordo com o tipo de comunicação. Membros da matilha são capazes de perceber o som de intrusos e emitir um som especial de alerta aos companheiros distantes.

Razões do comportamento de uivar dos cães/lobos:
- Ritual de comunidade. "Somos companheiros" "Quero me juntar a você"
- Localizar outros membros da matilha que se separaram do grupo
- Delimitar seu território
- Comunicar isolamento e solidão
- Coordenar o esforço de caçada do grupo

Situações nas quais os cães domésticos uivam:
- Música tocando no rádio ou TV
- Sirene da polícia
- Clarinetas ou flautas
- Som de imitação de uivar de humanos

Uivar: comportamento inato ou adquirido?

Vídeo 2. Filhotes já nascem com toda a arquitetura neural e motora para expressar este comportamento. A excepcional detecção do som a distância por esses animais (chega a 600 Km2!), inspira a ciência a investigar a arquitetura anatômica e neural das funções auditivas destes animais e como aplicar isso para o beneficio da sociedade.

Mundo virtual. Usuário Animal

Videoconferência com cães? Só mesmo vendo para crer... Estão começando a surgir planos e protótipos de projetos na área de ciência animal integrados com as novas tecnologias de comunicação afim de explorar o comportamento social de animais e pensar na possibilidade do potencial para treinar animais virtuais autônomos (1). Em um dos planos, pesquisadores aventam a possibilidade de treinar animais a distância e diminuir o estresse causado pelo sentimento de solidão.


Vídeos 3 e 4. Neste experimento, o cão é encorajado a "interagir" com seu companheiro.
Como o som do outro cão é percebido a distância pelo cão, a expressão de seu comportamento é típica da comunicação a distância: o uivar.

Em quais situações se late e em quais se uiva?

Enquanto o comportamento de uivar tem a função de comunicação a distância, o latir é para sinalizar que está acontecendo alguma coisa estranha e que se deve ficar alerta. No meio selvagem o latido diz aos filhotes para se esconderem e chama os adultos para dar um apoio. Em casa, o cão late frente a um estranho. Quando há medo ou iminência de ataque por parte dele, o cão fica em silêncio para não soar o alrme.

Referências:
1. Projetos virtuais semelhantes: Projeto Wolf

Sua participação:

Clique aqui para comentar esta página

Artigo publicado em 5/12/2007

5963


Copyright© Silvia Helena Cardoso